domingo, 22 de junho de 2008

Desabafo.

Eu envio para você todos os dias mensagens de esperança, de "vamos seguir em frente", "não deixe a peteca cair". Envio mensagens que falam ao seu coração pedindo que nunca desista, nunca deixe de sonhar, se aceite, goste de você do jeito que você é, lute, lute sempre.

Pois é, eu envio essas mensagens porque de repente sinto em meu coração que você precisa ouvi-las, que você necessita saber que mesmo quando tudo parece tão incerto sua vida vai melhorar. Você precisa saber que tem alguém que torce por você, que acredita em você. Você precisa saber que não deve desistir nunca e que todas as vezes que cair deve levantar-se com graça.

Pois bem, eu que envio essas mensagens para você hoje me encontro assim meio sem rumo, com o coração sangrando e pode parecer que tudo o que eu te falei estava errado, foi da boca para fora, mas não foi.

Sou um ser humano e como tal "decepciono". Sou um ser humano e como tal tenho minhas dores, minhas angústias. Como um ser humano há dias que eu desejaria simplesmente ficar num canto e deixar a vida passar.

Estou triste nesse momento de uma forma que você não pode compreender e eu tão pouco te explicar, mas calma isso não quer dizer que eu não vá me recuperar. Isso não quer dizer que eu não acredito naquilo que eu escrevo. Isso quer dizer que nesse momento assumo minha condição de ser mortal.

Minhas dores são tantas nesse instante que gostaria de parar de respirar, mas não farei isso porque percebi que magoei você, que você se decepcionou comigo.

Deixa eu te dizer umas coisas: eu te avisei que um dia eu iria fazer isso, afinal como ser humano essa é nossa sina. Eu também tenho o direito de ficar pra baixo, de chorar minhas dores, de ficar com elas um instante, de me sentir infeliz, de cair em depressão.

Tenho o direito de achar que nada para mim dá certo, que o mundo conspira contra mim, que tem gente que destesta o que eu escrevo, mas não tem coragem de me pedir para parar de enviar as mensagens. Que vou morrer porque aquele cara não gosta de mim, mesmo sabendo que isso é doideira. Enfim tenho direito de ser assim "idiota" por um tempo.

Sabe eu sou muito grata por tudo o que você me diz, por torcer por mim, por acreditar em mim, por me tornar alguém tão especial, mas me permita ficar assim por esses dias tá bom? Não ficarei assim eternamente, porque você está ao meu lado.

Hoje, preciso que você seja para mim o que eu sou para você. Pode me empurrar, me xingar, dizer que o que você sempre dias nessas horas. Pode ser que eu fique com raiva, mas vai passar.

Estou carente nesse momento queria que aqueles sonhos impossíveis acontecessem. Queria que "ele" gostasse de mim, queria poder tocá-lo. Queria que meus problemas fossem embora agora, nesse exato momento.

Prometo, que amanhã estarei melhor.

LENI SILVA.

Nenhum comentário: