sexta-feira, 9 de maio de 2008

Mãe.


Mãe.


Seu abraço faz meu mundo ser tão simples, tão belo, tão sublime. Seu sorriso ilumina meu dia, faz-me sentir rara, inocente, criança outra vez. Sua presença alivia minha alma, tudo parece estar no lugar certo.

Mãe, você é meu sol, minha lua, minha face nua e crua. Mãe, você é meu fim de tarde perfeito, você tira as angústias do meu peito.

Pudera eu um dia entender esse amor que me dá sem cobrar nada?

Pudera eu um dia honrar tuas noites perdidas a minha espera?

Pudera eu um dia entender teu rosto desconcertado, disforme quando me atrasei um pouco e não te avisei?

Pudera eu um dia entender porque você me impediu de estar com aquele meu amigo ou minha amiga que eu, inocentemente, amava tanto?

Pudera eu um dia entender esse olhar que me analisa, me define?

Pudera eu um dia entender as angústias e as dores que carrega dentro de ti porque o mundo não é para mim o que desejou que ele fosse?

Pudera eu um dia entender que gostaria de ter poderes para fazer com que aquele que eu amo, mas não me ama, pudesse me olhar com seus olhos?

Pudera eu um dia entender que gostaria que o mundo me tratasse com o mesmo zelo e dedicação com que me tratas?

Mãe sem ti eu não existo, não pelo fato de ter nascido de ti, eu poderia não ter nascido de ti e me amaria como se assim o fosse. Não existo no sentido de que você é o amor que eu jamais terei, você é a segurança que eu jamais conhecerei, você é a presença constante como ninguém jamais será capaz de ser.

Mãe, sei que não sou uma filha perfeita, a perfeição somente a ti compete, mas quero que saiba que você é tudo para mim, você é o melhor que tenho em mim, você é capaz de curar minhas dores, embora pense que não, eu tenho orgulho de você, eu gostaria de ser um pouquinho do ser superior que você é.

Obrigada por sempre estar ao meu lado.

Obrigada por agüentar meus maus-humores, minhas insanidades, minhas besteiras.

Obrigada por me aceitar e me amar exatamente do jeito que eu sou.

Obrigada pelas madrugadas que passou acordada quando eu era criança e quando eu sai para viver.

Obrigada por me dizer "vá viver".

Obrigada por torcer por mim.

Obrigada por acreditar em mim.

Obrigada por me achar o ser mais belo que existe no universo.

Obrigada por esse olhar que me conhece e me aplaude.

Obrigada por ser minha fã.

Obrigada por ser minha amiga, minha confidente.

Obrigada por me entender e aceitar quando te contei um segredo que poderia alterar nossas vidas.

Obrigada por minha vida.

Obrigada por ter me dado a oportunidade de estar nesse mundo e mesmo com todas as dores poder respirar.

Mãe você é tudo o que eu jamais serei capaz de ser, embora ao ler essa frase você me olhe e diga que "isso é impossível" porque eu sou melhor que você em todos os aspectos porque me vê como ninguém jamais verá.

Mãe, eu amo você.

Leni Silva.

Nenhum comentário: